20170114

Como o sistema financeiro captura a Humanidade através da dívida (concl)

Uma captura é uma forma de violência. Uma dívida baseada na violência é ilegítima, mesmo que aceite pelas classes políticas, onde coabitam corruptos e distraídos. Só quanto a produtos derivados criados pelo sistema financeiro cabe a cada ser humano $ 125000; e, mesmo se se contentassem com juros na ordem dos 3%, cada ser humano, em média teria de contribuir, por ano com $ 3750 para a engorda do capital financeiro.

Sumário
4 – Ilegitimidade relativa aos meios de constituição de dívida
5 - A insustentabilidade da dívida
   5.1 – A insustentabilidade da dívida portuguesa


Em qualquer destas ligações:

http://grazia-tanta.blogspot.pt/2017/01/como-o-sistema-financeiro-captura_14.html

http://www.slideshare.net/durgarrai/como-o-sistema-financeiro-captura-a-humanidade-atravs-da-dvida-3

https://pt.scribd.com/document/336556255/Como-o-Sistema-Financeiro-Captura-a-Humanidade-Atraves-Da-Divida-3

20170102

Como o sistema financeiro captura a Humanidade através da dívida (2)



A dívida imputada pelo sistema financeiro e pela classe política não é nossa. É ilegítima porque dela nada resulta a favor do povo e aceitá-la é legalizar o roubo do nosso futuro.
Sumário
0 – Introdução
1 – A livre vontade das partes
2 - Uma ilegitimidade política originária
3 – Uma ilegitimidade quanto ao objetivo
   3.1 – Ocultação, a mãe de todas as burlas
   3.2 – Condições para a avaliação da legitimidade

Texto completo em qualquer destas ligações:

http://grazia-tanta.blogspot.pt/2017/01/como-o-sistema-financeiro-captura.html
 
http://www.slideshare.net/durgarrai/como-o-sistema-financeiro-captura-a-humanidade-atravs-da-dvida-2

https://pt.scribd.com/document/335523109/Como-o-sistema-financeiro-captura-a-Humanidade-atraves-da-divida-2-pdf


Este e outros textos em:



20161205

Vinte anos

Como se não bastasse iniciar as negociações com quase 2 meses de atraso, o Ministério da Educação acha que só deve vincular os contratados com 7300 dias de serviço. Em menos tempo que isso foi o Ulisses à guerra e veio.

20161202

Como o sistema financeiro captura a Humanidade através da dívida

A dívida, ao tornar-se perpétua constitui uma renda que alimenta o parasitismo capitalista. Quer seja aquela que subscrevemos, quer seja aquela que a classe política nos endossa com o rótulo de dívida pública, por encomenda do sistema financeiro.

Sumário
1 - Da moeda até à dívida e o papel do Estado
2 - Como se constrói a dívida e a sua mansa aceitação
3 - O capitalismo existe, convém não esquecer
4 – O papel dos Estados na engorda do sistema financeiro

Em qualquer destas ligações:

http://grazia-tanta.blogspot.pt/2016/12/como-o-sistema-financeiro-captura.html

http://www.slideshare.net/durgarrai/como-o-sistema-financeiro-captura-a-humanidade-atravs-da-dvida

https://pt.scribd.com/document/333055428/Como-o-Sistema-Financeiro-Captura-a-Humanidade-Atraves-Da-Divida


Este e outros textos em:

http://grazia-tanta.blogspot.com/                               

https://pt.scribd.com/uploads

http://www.slideshare.net/durgarrai/documents

20161119

A dívida como troca



Os sacrifícios e jogos que se celebravam nos locais funerários como festas dos mortos produziram finalmente a forma secularizada da religião: a sociedade de trocas.”

                                                                         Horst Kurnitzky, Estrutura libidinal do dinheiro


Em qualquer destas ligações:

http://grazia-tanta.blogspot.pt/2016/11/a-divida-como-troca.html

http://www.slideshare.net/durgarrai/a-dvida-como-troca

https://pt.scribd.com/document/331636704/A-Divida-Como-Troca



Este e outros textos em:

http://grazia-tanta.blogspot.com/                               

http://www.slideshare.net/durgarrai/documents

  

https://pt.scribd.com/uploads

20161024

Economia, capitalismo e revolta – 1



O discurso dominante é economicista, tecnocrático. Fala de competitividade, empregabilidade, PIB, baixos salários e mercado. É altura de se falar de economia política.

1 - O que é a economia?
2 - Os economicistas, os escribas do capitalismo
3 - O mercado e a irrelevância de quem trabalha




Este e outros textos

http://grazia-tanta.blogspot.com/